São Paulo, SP – Menopausa: Tratamentos, Causas, Sintomas

São Paulo, SP – A menopausa é uma condição natural do organismo feminino em que a mulher para de menstruar definitivamente. O período que antecede a menopausa é chamado de climatério. Nesse estágio, a mulher passa da fase reprodutiva, para a não reprodutiva, ou seja, o organismo vai lentamente deixando de secretar os hormônios estrogênio e progesterona. A menopausa costuma aparecer por volta dos 45 a 55 anos. Há casos que podem ocorrer antes desse tempo, como também poderá suceder após os 55 anos. Quando acontece depois, é chamada de menopausa tardia.

Sintomas

Os sintomas da menopausa começam a aparecer no climatério, com a diminuição do fluxo menstrual, com períodos espaçados de sumiço do fluxo, até finalmente desaparecer. Os principais sintomas da menopausa são:

  • Menstruação irregular ou ausente: a menstruarão se torna irregular, tendo ciclos maiores até a mulher não menstruar mais.
  • Ressecamento vaginal: durante o período que antecede a menopausa é normal que a mulher sinta vagina ressecada, onde surja a necessidade do uso de lubrificantes íntimos.
  • Dor no ato sexual: pelo o ressecamento vaginal e a diminuição do apetite sexual a mulher não se sente lubrificada o suficiente a relação sexual, nesse caso ocorre a dor no momento da penetração.
  • Ondas de calor: ondas fortes de calor surgem mesmo em dias frescos, principalmente na parte de cima do corpo, peito, pescoço e face.
  • Suores noturnos: após deitar-se para dormi a mulher pode ter as ondas de calor oque a levará a suar durante a noite.
  • Insônia: nessa fase a mulher tende a demorar para pegar no sono, ou acorda várias vezes durante a noite.
  • Diminuição da libido (desejo sexual):
  • Perda de massa óssea (osteoporose):
  • Aumento de massa gorda: além de ocorrer uma diminuição do metabolismo, a mulher passa a acumular mais gordura, principalmente na região abdominal. Estudos apontam que a maioria das mulheres na menopausa está acima do peso.
  • Alterações no humor: tristeza, angústia, nervosismo, irritação e crises de choro são facilmente detectados na fase da menopausa.
  • Diminuição da atenção e memória: algumas mulheres nessa fase relatam dificuldades em se concentrar ou memorizar informações.

Causas

A causa da menopausa se deve ao término da última menstruação. Uma mulher nasce em média com 250 a 300 mil folículos ovarianos –  local onde são produzidos os óvulos. A cada menstruação ou gestação, 1 (um) folículo é amadurecido nos ovários, se transformando em um óvulo, para a geração do bebê, ou se não houver fecundação, esse óvulo é expelido com a descamação uterina, e consequentemente, ocorre a menstruação. Quando terminam todos os óvulos, o hormônio estrogênio para de ser produzido e há diminuição na produção do hormônio progesterona, e assim, há a interrupção dos ciclos menstruais, ocorrendo a menopausa.

Menopausa é algo natural e não há como evitar esse processo, porém alguns fatores podem acelerar o surgimento, tais como:

  • Histerectomia: que se trata da cirurgia de remoção do útero sendo parcial ou total.
  • Quimioterapia e radioterapia: mulheres que passam por tratamento oncológico também podem entrar na menopausa precocemente.
  • Doenças autoimunes: algumas mulheres com doença autoimune, possuem falecia ovariana.
  • Cirurgia nos ovários: a cirurgia nos ovários pode levar abruptamente a menopausa precoce.
  • Insuficiência ovariana: A menopausa precoce acontece quando a mulher chega no período da menopausa antes dos 40 anos, os sintomas são os mesmos da menopausa no período ideal. O surgimento da menopausa precoce pode acontecer pelo fato de algumas mulheres já nascerem com uma quantidade de folículos ovarianos em quantidade menor, ou acabam gastando de uma forma mais rápida que o normal, como no caso do ciclo menstrual ser com menor espaço de tempo entre eles, o que leva a menopausa precoce.
  • Fumo e uso de drogas: mulheres que fumam ou vivem com tabagista podem entrar na menopausa de 1 a 4 anos mais cedo.

Tratamentos

Os tratamentos dos sintomas da menopausa podem ser diferentes para cada tipo de mulher. Inicialmente analisa as condições físicas, para depois decidir qual a melhor forma de tratamento para ela. Não há como retardar a menopausa, mas é possível não antecipar essa fase colocando em prática atitudes como:

  • Reposição hormonal: tratamento mais utilizado e eficaz, é a reposição hormonal, através de pílulas, adesivos ou géis. É bastante recomendando que no período da menopausa a mulher faça acompanhamentos médicos, não somente com o ginecologista, mais também com outros médicos como cardiologista e endocrinologista.
  • Evitar o fumo e o uso de drogas: mulheres que fumam ou vivem com tabagista podem entrar na menopausa de 1 a 4 anos mais cedo.
  • Congelamento dos óvulos: Mulheres que passam por tratamento oncológico também podem entrar na menopausa precocemente, por isso hoje existe tratamento para congelamento dos óvulos e poder utilizá-los após a remissão da doença.

 

Quantas Estrelas Vale Este Artigo?

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)

Loading...

Talvez você se interesse por:

Este artigo foi lhe útil? Clique no G+1. É muito importante para nós!