Caxumba

A caxumba é nada mais, nada menos do que uma infecção viral, que tem a capacidade de afetar as nossas glândulas parótidas. Essas glândulas são responsáveis pela nossa produção de saliva.

Esse problema acomete muito mais comumente as crianças, e não é raro que elas tenham até mais de uma glândula afetada, e isso pode tornar a recuperação ainda mais demorada.

A doença era bastante comum no Brasil antes da invenção de sua vacina, e de modo geral quando ocorre não traz nenhuma consequência grave, ao menos na infância. Na fase adulta ela já pode ser mais prejudicial e perigosa. Quer entender mais a respeito desse mal? Então siga com a gente!

SINTOMAS

É válido dizer que algumas pessoas vão ter a caxumba, mas de uma forma tão branda que os sintomas pouco vão causar incômodos. De modo geral, quando eles aparecem fortes vem duas semanas depois do indivíduo ter contato com o vírus. O mais característico, claro, é o inchaço nessas glândulas salivares, que altera a forma da parte inferior do rosto! Entre os demais, estão:

  • Inchaço e muita dor nessas glândulas salivares, e às vezes não é só em um lado, mas em dois;
  • Muita febre;
  • Dores de cabeça constantes;
  • Fadiga extrema;
  • Fraqueza profunda;
  • Dor de cabeça;
  • Dificuldade grande para mastigar os alimentos e também para engolir;

CAUSAS

A causa da caxumba é um vírus, que tem a capacidade de se espalhar para outras pessoas através da saliva de alguém que esteve ou está infectado com ele.

Se você não é vacinado tem a possibilidade de contrair o vírus em questão conversando com muita proximidade de alguém afetado, beijando-o e compartilhando copos, pratos e talheres, de modo geral, então é importante ter atenção a esses cuidados.

Quem foi infectado pelo vírus tem a capacidade de transmiti-lo a partir do sexto dia pós-infecção, período antes dos sintomas começarem a se manifestar. Essa mesma pessoa pode passar o vírus até 9 dias após os sintomas já terem aparecido. A incubação desse vírus vai de duas semanas a 25 dias, de modo geral, então é esse o tempo que é bom deixar o paciente afastado dos demais!

É curioso, mas só o ser humano é capaz de ser hospedeiro da caxumba. Ela não pode, portanto, ser contraída de outros animais ou de plantas, como acontece com outras doenças!

TRATAMENTO

Embora de fato seja extremamente incômodo e perturbador, a caxumba costuma ser tratada como qualquer outra infecção viral: esperando a boa vontade do organismo trabalhar para afastar o vírus e combatendo com força todos os sintomas que vão surgindo.

É claro que ao contrário de um resfriado a doença é muito mais chata de se lidar, porque traz consigo mais sintomas chatos, como dores de cabeça, febres fortes e o inchaço das glândulas salivares, como explicamos anteriormente, mas não existem remédios específicos para fazer com que esse vírus vá embora mais rápido!

Existem, isso sim, medicamentos simples que ajudam a combater os sintomas, que podem ser conseguidos em qualquer farmácia. O maior remédio, aliás, é a paciência do paciente e dos seus!

De modo geral um paciente com caxumba deixa de ser contagioso depois da primeira semana em que se manifestaram os sintomas, mas como não é possível garantir é importante mantê-lo afastado dos demais e evitar o uso comum de alguns utensílios até o indivíduo se reestabelecer completamente.

A doença costuma se dissipar em até duas semanas, e normalmente não vai deixar nenhuma sequela. A boa notícia é que uma vez que você teve caxumba e está curado você está imune a esse mal, ou seja, não poderá tê-la outra vez!

Quantas Estrelas Vale Este Artigo?

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)

Loading...

Talvez você se interesse por:

Este artigo foi lhe útil? Clique no G+1. É muito importante para nós!